13 dúvidas frequentes sobre a Cirurgia Ortognática


1. O que é cirurgia ortognática?

É o procedimento cirúrgico realizado para o tratamento das deformidades dentofaciais com a correção das posições dos maxilares (maxila e/ou mandíbula).

2. O que são deformidades dentofaciais?

São discrepâncias ósseas (de tamanho ou posição) entre os ossos maxilares (maxila e mandíbula), que fazem com que os dentes não se encaixem causando mudança no perfil e muitas vezes na estética da face.

3. Quais os tipos de deformidades dentofaciais?

Podem ser deformidades horizontais (ex: mandíbula muito projetada), verticais (ex: mordidas abertas), transversais (ex: assimetrias) e combinadas.

4. Quais os problemas que as deformidades dentofaciais (DDF) podem causar?

A deformidade dentofacial (DDF) pode originar problemas respiratórios diminuindo a qualidade de vida. Além disso, pacientes com DDF, podem apresentar algum tipo insatisfação da estética, comprometimento social e podem queixa-se de dificuldades respiratórias.

5. Preciso usar aparelho ortodôntico antes, durante e depois da cirurgia ortognática?

Sim. O aparelho ortodôntico antes da cirurgia é usado para corrigir a posição dos dentes para que estes se encaixem melhor durante a cirurgia. Depois da cirurgia, o aparelho ortodôntico é mantido para possibilitar alguns ajustes finais no posicionamento dental. Poucos são os casos em que o aparelho ortodôntico não é necessário.

6. Quais são as fases do tratamento para a cirurgia ortognática?

O tratamento consiste nas seguintes fases: avaliação (ortodontista + cirurgião), preparação (ortodontia), cirurgia, acompanhamento pós-operatório e controle.

7. Qual o profissional que faz a cirurgia ortognática?

O profissional mais indicado para realização da cirurgia ortognática é o cirurgião dentista especialista em cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial. Normalmente no ato cirúrgico da ortognática, estão presente três cirurgiões (equipe). Todavia o tratamento completo pode envolver outras especialidades da área da medicina , odontologia ,fisioterapia, psicologia e fonoaudiologia.

8. Onde é feita a cirurgia ortognática e qual o tipo de anestesia?

A cirurgia ortognática é realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral.

9. Como é feita a cirurgia ortognática?

São realizados cortes e desgastes ósseos, o que permite movimentar os maxilares para a posição planejada. Uma vez posicionados, os ossos são fixados com pequenas placas e parafusos de titânio.

10. É necessário remover as placas e parafusos depois?

Normalmente, não. As placas de titânio são biocompatíveis e não causam reação alguma quando fixadas.

11. Dói muito depois da cirurgia ortognática?

O pós-operatório das cirurgias ortognáticas, em sua maioria, não é dolorido.Isso ocorre pois os nervos sensitivos responsáveis pela dor daquela região normalmente ficam “anestesiados” por um período (Parestesia).

12. Como devo me alimentar após a cirurgia ortognática?

Nas duas primeiras semanas depois da cirurgia, a alimentação deve ser somente líquida. Em geral, durante este período, a boca pode ser mantida imobilizada e fechada com alguns fios e/ou elásticos. Na terceira semana, uma dieta pastosa já pode ser introduzida. Sólidos podem ser consumidos a partir da sexta ou oitava semana. Uma orientação nutricional prévia é recomendável.

13. Preciso fazer Fisioterapia após a cirurgia ortognática?

Sim. A fisioterapia é um coadjuvante imprescindível, auxiliando na drenagem do edema, no trabalho muscular e na recuperação sensitiva de áreas dormentes. Acompanhamento fonoaudiológico e psicológico, em alguns casos, são também indicados.

#bucomaxilofacial #cirurgiaortognática

Av. Professor Magalhães Neto, 1541, bloco A - sala 8011/8012/8013/8014, 

Centro Médico Hospital da Bahia

+55 71 3354 6100 | 99257 0864

freireffp@hotmail.com

  • White Instagram Icon

@fabiofreire.bucomaxilo