top of page

Implante Zigomático



O implante zigomático é um tipo especial de implante dentário desenvolvido e introduzido pelo Prof. PI Brånemark no final dos anos 1989, no qual a sua porção final é ancorada no interior do osso zigomático (osso da maçã do rosto). A indicação para utilização desses implantes, é para pacientes que perderam todos os dentes na parte superior e que possui uma reabsorção severa do osso (Maxila atrófica) que impossibilita a instalação de implantes convencionais. As reconstruções ósseas com enxertos também são indicadas para estes casos, porém esse tipo de tratamento é muito mais demorado, invasivo e possui alto custo.


As vantagens dos (ZIs) em relação aos enxertos, são:

• Todo o tratamento é realizado apenas com uma cirurgia;

• O ZIs é instalado no osso nativo do paciente e não em um osso enxertado (que geralmente tende a ser um osso de “qualidade inferior”).

• Permite fazer a carga imediata, isto é, instalar os implantes zigomáticos e já colocar a dentição fixa em poucos dias, geralmente 3 a 5 dias;

• Solidez da técnica com mais de 25 anos de estudo na literatura demonstrando taxa de sucesso de 97% e longos acompanhamentos.


Mesmo sendo mais vantajosa, muitas pessoas não indicam essa alternativa de tratamento, ou seja, indicam cirurgias de enxertia óssea mesmo sabendo que existe essa alternativa. Isso acontece porquê a técnica dos ZIs exige maior cuidado e uma curva de aprendizado lenta.


A grande maioria dos dentistas que realizam implantes não se interessam em aprender a técnica. Felizmente, essa técnica só fez evoluir e por isso é a minha principal indicação nos casos de maxila atrófica.


Fabio Freire - Cirurgião Bucomaxilofacial /CROBA 11402

Commentaires


bottom of page